Como eliminar as pulgas do meu cão ou gato?

As pulgas têm uma história evolutiva de 60 milhões de anos, sendo já encontradas em mamíferos pré-históricos. Portanto, eliminar estes insetos não é tarefa fácil, mas seguindo as estratégias que serão ensinadas neste post, você irá conseguir manter seu cão e gato livre das pulgas!

 

Informações Importantes

Apenas 5% das pulgas permanecem sobre o corpo do animal, enquanto 95% delas estão no ambiente sob a forma de larvas ou ovos, e são invisíveis a olho nu. Uma pulga adulta pode viver por mais de 110 dias, enquanto sua fase larval (mais resistente a inseticidas) pode se manter no ambiente por mais de 120 dias, por isso é essencial tratar o animal e o ambiente por um período mínimo de 3 meses, a fim de se eliminar todas as pulgas!

 Uma única pulga pode depositar ate 2000 ovos no ambiente. Mais de 80% das pulgas se desenvolvem nos carpetes, tapetes, frestas e caminhas dos cães e gatos, pois suas fases larvais se escondem da luz.

Apenas 5% das pulgas permanecem sobre o corpo do animal, enquanto 95% delas estão no ambiente sob a forma de larvas ou ovos, e são invisíveis a olho nu.

Como eliminar pulgas. Cachorro e gato.


Doenças causadas pelas pulgas

As pulgas, além de causarem muita coceira e incômodo aos cães e a sua família, ainda são responsáveis por doenças potencialmente graves para os cães e gatos. Por isso devemos focar sempre em PREVENIR a infestação por pulgas, e não apenas em tratar os animais quando já estão infestados.

Alergias e dermatites: pelo efeito da picada e inoculação da saliva, as pulgas podem provocar reações alérgicas nos cães e gatos, e estima-se que quase 50% dos casos dermatológicos atendidos em clínicas veterinárias estejam associados a estas reações.

Anemia: as pulgas picam os cães e gatos várias vezes por dia, e em casos de infestações graves, podem causar anemia.

Hemoparasitoses: as pulgas podem transmitir parasitas que causam anemia, queda de plaquetas e das células de defesa, as hemoparasitoses (popularmente denominadas “doenças do carrapato”), que podem ocorrer de forma branda ou grave, havendo risco à vida de alguns pacientes acometidos.

Vermes: O verme Dipylidium caninum pode parasitar cães, gatos e eventualmente até o ser humano, e é transmitido através da picada das pulgas.

 

Como acabar com as pulgas

Tratando o ambiente: É essencial a aplicação de inseticidas no ambiente, e isto pode ser feito por você ou por uma dedetizadora. A diluição do produto deve ser realizada conforme indicadas na bula ou pelo médico veterinário. A aplicação deve ser criteriosa e incluir todos os cantos e frestas no chão, com atenção especial ao local onde o seu pet dorme. Na caminha e demais panos utilizados pelo animal, podem ser aplicados sprays ou talcos específicos para este fim. Atenção: durante a aplicação, todas as crianças e animais devem ser retirados do ambiente, e só devem retornar quando já estiver tudo seco. A pessoa que realizar a aplicação deve utilizar luvas e máscara. Se a aplicação for feita por você, deve ser repetida a cada 15 dias, até que todas as pulgas tenham sido eliminadas. Se for realizada por empresa especializada, se deve seguir as recomendações do profissional.

*Uma dica interessante é aspirar toda a casa com aspirador de pó, antes de realizar a aplicação do inseticida, para retirar o máximo de ovos do ambiente, já que os ovos podem ser resistentes à ação do produto.


Tratando o cão e/ou gato: É extremamente importante tratar todos os animais da casa ao mesmo tempo. Existem hoje diversas opções de medicamentos para eliminação e prevenção das pulgas, sob a forma de pipeta, spray, coleira e até comprimido. O tempo de ação de cada um deles é variável, portanto fique atento! Para acabar com a infestação, seu pet deve receber o tratamento por um período mínimo de 3 meses! Verifique sempre se aquele produto é indicado para a espécie, raça e idade do seu pet, e caso ele apresente algum problema de saúde, se não há contra indicações. A melhor dica é solicitar ao seu médico veterinário de confiança que prescreva a medicação mais adequada para seu animal! Abaixo estão algumas opções de medicamentos que selecionamos para você:

Coleiras:

- Leevre: ação contra pulgas, carrapatos e mosquito transmissor da leishmaniose por 6 meses

- Seresto: ação contra pulgas, carrapatos e mosquito transmissor da leishmaniose por 8 meses

Comprimidos:

Bravecto: ação contra pulgas e carrapatos por 3 meses

Comfortis: ação contra pulgas por 1 mês

Pipetas:

Effipro: ação contra pulgas e carrapatos por 1 mês

Pulvex: ação contra pulgas, carrapatos e mosquito transmissor da leishmaniose por 1 mês

Sprays:

Frontline Spray: ação contra pulgas e carrapatos por 1 mês

Defendog Spray: ação contra pulgas e carrapatos por 1 mês e contra o mosquito transmissor da leishmaniose por 15 dias

Pontos chave no combate às pulgas:

1) Tratar o animal

2) Tratar o ambiente, com especial atenção a carpetes, tapetes, frestas e caminhas

3) Período mínimo de tratamento:3  meses

 

Ainda tem dúvidas? Deixe nos comentários!

 

     Sílvia Trindade é médica veterinária especialista em clínica médica de cães e gatos pela UFMG e mestre em ciência animal pela UFMG.