Meu cão/ gato tem mau hálito! O que devo fazer?

O mau hálito dos cães e gatos não é apenas um incômodo para as pessoas que convivem com eles. É também um sinal de que um problema sério pode estar acontecendo na boca do seu pet! Você sabia que os dentes dos cães e gatos precisam ser escovados todos os dias? Com menos de 3 minutos por dia, você pode garantir não só dentes brancos e hálito fresco para o seu animal, mas contribuir muito para a sua saúde e bem estar!

Os cuidados com os dentes dos cães e gatos muitas vezes são deixados de lado, seja pela correria do dia a dia, pela relutância de alguns animais em ter os dentes escovados ou mesmo pelo desconhecimento de muitas famílias sobre a importância da higiene oral nos pets.

A doença periodontal (inflamação/infecção que acomete desde a gengiva até os ossos que suportam os dentes) é o problema mais comum na cavidade oral de cães e gatos, podendo afetar até 75% dos cães com idade entre 4 e 8 anos. Geralmente se inicia com o acúmulo de placas nos dentes, que podem se calcificar e evoluir para acúmulo de cálculo (tártaro) dentário, ocasionando mau hálito, dor, perda de dentes e até mesmo fratura de maxila ou mandíbula. As bactérias que estão presentes no cálculo dentário podem ser carreadas a órgãos importantes, como coração e rins, e causar infecções graves. Portanto, o cuidado com a saúde oral dos cães e gatos é essencial para a sua saúde geral!

Meu cão/gato tem tártaro! O que devo fazer?
A placa bacteriana calcificada sob a forma de cálculo (tártáro) só pode ser removida em um procedimento realizado pelo médico veterinário, com o cão ou gato sob anestesia geral. A anestesia é necessária pois a remoção do tártaro precisa ser realizada em todos os dentes, tanto do lado que encosta na bochecha do animal (e que visualizamos com facilidade) quanto do lado que encosta na língua do animal. Além disso, nos casos mais avançados da doença periodontal, ocorre acúmulo de tártaro sob a gengiva, e este tártaro também precisa ser cuidadosamente removido - nada disso seria possível em um cão ou gato em seu estado normal de consciência!
Os pets devem ser avaliados ao menos 1 vez por ano pelo seu médico veterinário, que irá recomendar a limpeza/profilaxia oral quando considerar necessária.

tartaro cachorro bafo mau halito

Meu cão/gato ainda não apresenta tártaro, ou acabou de realizar uma limpeza oral! O que devo fazer?
A prevenção do acúmulo das placas bacterianas, que posteriormente podem se transformar em tártaro, é a chave para a manutenção da saúde oral do seu pet. A melhor forma de realizar esta higienização é através da escovação dos dentes do animalzinho DIARIAMENTE. Escovações semanais, como aquelas realizadas apenas quando o cãozinho toma banho, não colaboram tanto para a saúde da boca do seu animal!

Como se escova os dentes de um cão/gato?

Antes de iniciar a escovação, assuma uma posição confortável para você e para o animal, massageie um pouco as gengivas do pet com o seu dedo, para que ele se acostume com a pressão na região, e ofereça um pouco da pasta dental para ele provar.
A escovação pode ser realizada com escova de dentes infantis (observar para que tenha tamanho adequado ao da boca do animal, cerdas retas e macias), escovas do tipo dedeira (são encaixadas no dedo indicador da pessoa que irá realizar a escovação) ou com uma gaze enrolada no dedo indicador. É essencial que se utilize pasta dental específica para cães e gatos. No Brasil temos poucas pastas dentais com efetividade cientificamente comprovadas - indicamos a pasta CET Virbac. A escova deve ser aplicada sobre a superficie dos dentes sob um angulo de 45o, com pressão suave, de forma que as cerdas da escova não fiquem encurvadas. Se devem escovar três a quatro dentes em grupo, realizando três a quatro movimentos de vai-e-vem sobre eles, para então passar ao próximo grupo de três ou quatro dentes. As pastas dentais de uso veterinário não necessitam enxague.

* "Pulo do gato": Para escovar os dentes do seu gatinho, sente-se em uma cadeira, coloque o gato sentado sobre o seu colo, de frente para você, e com seus braços servindo como barreiras para fugas do seu colo. Se você é destro, coloque a palma da sua mão esquerda no topo da cabeça do gatinho e utilize o dedo do meio e o polegar para levantar os labios do animal, expondo os dentes de trás. Então realize a escovação conforme descrito acima.



Quando devo começar a escovar os dentes do meu cão/gato?

Os primeiros dentes de leite nascem nos cães e gatos com cerca de trinta dias de idade. Os dentes permanentes irão começar a nascer aos quatro meses de idade, quando o animalzinho já deve estar adaptado às escovações. Portanto, iniciar o processo de adaptação á escovação dental aos três meses de idade é uma boa escolha. Mas lembre-se: nunca é tarde demais! Se o seu pet já é idoso e nunca escovou os dentes, solicite uma avaliação veterinária quanto à necessidade de limpeza dos dentes e então comece a escovar a boca do seu cão ou gato todos os dias!

Meu cachorro/gato não gosta de escovar os dentes, o que devo fazer?
A adaptação é uma fase essencial ao hábito de escovar os dentes dos animais. Precisamos criar um ambiente e situação amigáveis, para que eles permitam que a escovação continue sendo realizada todos os dias. A dica de ouro é associar o momento da escovação com aquilo que o seu pet mais gosta! Se ele ama passear, escove seus dentes logo antes do passeio. Se ele adora brincar com uma bolinha, escove logo antes de iniciar a sessão de brincadeiras. Se é um animalzinho dengoso que não perde a oportunidade de ganhar um carinho, escove logo antes da "sessão Felícia"! Em último caso, se o que realmente agrada seu pet é comer, você pode dar a ele um pequeno petisco logo após a escovação.
Não brigue com o animal, não tente contê-lo a força, pois todos esses comportamentos irão fazer com que o pet associe a escova de dentes a algo ruim, e após alguns dias de "luta", ele irá se esconder assim que vir a escova na sua mão!

Já tentei de tudo e desisto! Meu pet realmente não aceita escovar os dentes.
Neste caso, podemos utilizar outras opções para a prevenção da doença periodontal. Nenhum destes métodos funcionará tão bem quanto a escovação diária, mas irão ajudar muito, já que o pet não aceita escovar os dentes. O Aquadent deve ser acrescentado à água que os cães e gatos bebem e trocado diariamente, e irá auxiliar na redução do acumulo da placa bacteriana. O CET Veggie é um petisco que contém enzimas que também reduze o acumulo da placa bacteriana, e deve ser fornecido diariamente aos cães.

O animal que come comida tem mais tártaro?
Não necessariamente! Um estudo que comparou o acúmulo de tártaro em rottweillers que se alimentavam de ração seca com outros que recebiam comida não observou nenhuma diferença entre os grupos! No exterior existem rações específicas para a redução do acúmulo de tártaro (muito interessante para cães de raças pequenas, que têm maior predisposição para este acúmulo), mas no Brasil ainda não temos acesso a elas.

Ainda tem alguma dúvida? Escreva nos comentários e será um prazer ajudá-lo!